Massagem Ayurvédica

A Massagem Ayurvédica

A Massagem Ayurvédica, de origem milenar, atua de forma poderosa sobre a circulação sanguínea, a respiração e principalmente a energia vital.

Ela tem a capacidade de trabalhar todos os grupos musculares e articulações do nosso corpo, mesclando toques suaves e profundos com alongamentos intensos e trações das técnicas do Yoga.

Ela também propicia um realinhamento postural que pode ser muito notável, se feito com frequência, além do alívio das tensões musculares, e atua até mesmo no fortalecimento do sistema imunológico.

A Massagem Ayurvédica (ayur significa vida, e veda significa ciência ou conhecimento sobre algo) é uma técnica muito utilizada por massoterapeutas ayurvédicos, e como descrito no artigo “História e origem da Medicina Ayurveda”, esse tipo de técnica é conhecido a mais de 5 mil anos, segundo registros históricos dentro deste artigo.

Além disso, segundo estudos, essa técnica é mais praticada na região da Índia, onde cerca de 80% da população indiana mantém como hábito essa tradição milenar.

Famosa por seus efeitos profundamente relaxantes, a Massagem Ayurvédica também pode ser benéfica, de forma significativa, para a saúde e responsável pelo equilíbrio entre o corpo, a mente, e a energia.

A técnica, que mistura tradições e métodos do Yoga e Ayurveda, desintoxica o organismo, deixa as pessoas mais calmas e pacientes com familiares, amigos, colegas de trabalho ou pessoas próximas, pode reduzir sintomas de depressão ou bloqueios emocionais, além de existir a possibilidade do realinhamento da postura corporal e da prevenção de doenças respiratórias.

Também pode ser uma ótima fonte de rejuvenescimento do espírito do paciente.

De acordo com o mestre e terapeuta indiano Keshav, especialista na técnica, a Massagem Ayurvédica é baseada em três princípios singulares: a energia vital, a circulação sanguínea e a respiração profunda.

Conheça mais sobre: Método Pilates para Todos

“Como o método ajuda a respirar bem, o corpo recebe mais oxigênio, a circulação funciona melhor a pessoa fica com mais disposição para viver. Quando ganhamos pouco ar, o organismo acaba por ter menos vitalidade, o que pode nos deixar cansados, tristes ou até mesmo depressivos.

Com tantos benefícios, podemos dizer que uma hora de massagem equivale a três horas de caminhada”, avalia o mestre terapeuta.

Qualquer tipo de massagem é feita por meio de toques profundos e com uma certa variação de intensidade, e, em certos casos, utiliza produtos naturais e/ou óleos vegetais. Este lubrificante é esquentado em um recipiente e aplicado em temperatura morna na pele, causando um relaxamento instantâneo.

Cremes que contêm qualquer tipo de química na fórmula são, de forma rigorosa, eliminados do processo, e nós, da Omega4, não permitimos o uso. A técnica começa a ser realizada pela coluna do paciente, que é a base de sustentação do corpo e da sua estrutura óssea.

Após a aplicação da técnica na coluna inteira, os movimentos são estendidos para as regiões do pescoço, das pernas, dos ombros, da barriga, e até mesmo do peito e do rosto.

“O óleo penetra na pele, ajudando a hidrata-la, o que acaba por dar mais elasticidade a mesma, além de dar beleza e movimento. Para ajudar no realinhamento postural e na flexibilidade da pessoa, misturo alguns movimentos e alongamentos inspirados no Yoga.

A massagem pode ser um pouco dolorida em alguns pontos, já que funciona a partir da liberação de tensões e estresses localizados. A melhor forma de aproveitar as sessões é evitar contrair a musculatura, expirando profundamente.

Quando a pessoa consegue relaxar, os resultados são nitidamente melhores, e o chakra de sexualidade é estimulado, podendo até sentir uma enorme sensação de prazer”, explica o mestre terapeuta Keshav.

Conheça mais: Pontos de Shiatsu

Massagem Ayurvédica: Ayurveda e o Yoga em favor da Saúde

Pré cursores do Ayurveda e movidos pela curiosidade de saber como o corpo funcionava, os indianos costumavam se isolar nas montanhas com a finalidade de aprender com os animais e seus instintos.

Ao perceber que os mesmos ingeriam plantas com propriedades curativas para se livrar de alguma doença, eles descobriram, cerca de 5500 (cinco mil e quinhentos) anos atrás, que a natureza era uma fonte inesgotável de conhecimento, proteção e vida. “Por este motivo, muitas posturas de Yoga levam os nomes de animais”, esclarece o mestre Keshav.

A massagem é um dos pilares do conhecimento Ayurveda. Os demais são: o yoga, a alimentação, o exercício e a qualidade de vida. “Faça massagens por todo o corpo para se livrar das energias negativas; Coma de forma saudável, evitando frituras e gorduras em excesso; Pratique atividades físicas e busque se conhecer melhor”, finaliza o mestre.

A sessão de Massagem Ayurvédica dura cerca de uma hora e meia, cerca de 90 minutos, e leva em consideração as necessidades de cada paciente.

Segundo Keshav, após sete sessões, já é possível perceber as notáveis diferenças no corpo e comportamento. “Precisamos fazer uso de algum tipo de técnica semanal para relaxar da rotina corrida e pesada.

Muita gente se preocupa com coisas externas, ao invés de olhar para dentro de si mesmo. Por melhorar a circulação, a massagem ayurvédica ajuda a limpar as energias negativas e a sobrecarga emocional. Sendo assim, é natural que depois de uma sessão a pessoa sinta-se à vontade para desabafar sobre seus problemas”, conta o terapeuta Keshav.

O especialista acredita que a melhor forma de continuar colhendo os benefícios após a sessão de Massagem é a partir da auto observação e o autoconhecimento. “Nosso corpo é o melhor médico.

Por este motivo, é importante prestar atenção em você e analisar os possíveis desequilíbrios físicos que seu organismo sinaliza. Quem vive uma relação amorosa, também pode observar o ser amado, ou seja, o parceiro.

Esse tipo de comportamento estimula o autoconhecimento e facilita a descoberta precoce de problemas”, aconselha o mestre Keshav.

O mestre também diz que, apesar dos benefícios significativos, nem todos podem ou são recomendados a fazer uma sessão ou várias de massagem ayurvédica. A técnica não é indicada para pessoas que apresentem febre, tosse, alergias ou machucados na pele.

Problemas cardíacos, labirintite e órgãos quebrados ou operados recentemente também não são indicados.

Saiba mais sobre: Yoga

História da Massagem Ayurvédica e Mitologia do Ayurveda

A medicina ayurvédica é considerada como a mais antiga ciência da saúde, originada na Índia há cerca de 5000 (cinco mil) anos atrás (assim como a Reflexologia).

Ela é frequentemente lembrada e apelidada como “mãe de toda a saúde”, já que a partir da medicina ayurvédica muitas outras formas de medicina surgiram. Foi ensinada por milhares de anos dentro de uma tradição oral de mestres para discípulos, e assim se perpetuou. Com escritas e hereditariedade.

Infelizmente, muito acabou se perdendo por causa disso; o conhecimento atualmente habilitado para leitura sobre Ayurveda em livros representa apenas uma pequena fração da tradição de cura védica.

O Ayurveda e outros sistemas médicos antigos têm sido preservados muito mais em núcleos familiares do que em escritas, e, por via de regras, estes mesmos núcleos familiares não compartilham seus segredos.

O Ayurveda tem como um dos principais ensinamentos mostrar que o homem é um universo dentro de si mesmo, composto de corpo, mente e espírito, e que seu estado de saúde reflete a harmonia dinâmica entre estes três elementos.

Representa a simples prática e ciência da vida; os princípios ayurvédicos são baseados na sabedoria eterna do povo, adquirida a partir de muita experiência e meditação.

É um sistema extremamente aplicável de forma universal a todos que buscam a paz e a harmonia interior.

Entenda: O que é o Shiatsu?

Endereço Omega4 Estúdio do Corpo
Rua Osório Duque Estrada, 35 - Paraíso - São Paulo
11 2386-9717 | Whatsapp 11 94048-3704
contato@omega4.com.br