Pilates
|
14/1/2022

Os seis princípios do método Pilates

Acompanhe neste artigo incrível os seis pilares do Pilates e conheça como esse método, famoso e eficaz, se desenvolveu!

os-seis-principios-do-metodo-pilates

Os seis princípios do método Pilates

Caso você não conheça o método Pilates certamente não sabe que ele se fundamenta em seis princípios essenciais para sua correta execução.

Para que os exercícios propostos sejam realizados de forma perfeita, esses seis princípios devem ser colocados em prática, a fim de obterem movimentos perfeitos e sincronizados, sem compensações, ou seja, utilizando os músculos corretos e de forma correta para aquele determinado movimento.

Nesse post iremos abordar e explicar detalhadamente a história do método Pilates assim como seus seis princípios fundamentais.

Conhecendo o método Pilates e seu criador

Joseph Pilates, criador do método Pilates, nasceu na Alemanha em uma cidade chamada Dusseldorf. Ele era uma criança frágil e muito doente, com problemas como raquitismo, asma e bronquite.

Ao completar seus 14 anos, preocupado com sua saúde, Joseph começou a praticar exercícios físicos até se tornar tão definido que posava como modelo anatômico.

Joseph Pilates sabia e praticava várias técnicas como: esqui, boxe, artes marciais, meditação, yoga, mergulho e várias outras coisas. Por conhecer tantas atividades diferentes começou a elaborar sua própria técnica, que no início recebeu o nome de Contrologia.

Sua técnica só ganhou vida em meados de 1912, quando eclodiu a primeira guerra mundial. Por ser alemão, Joseph estava nas terras da Inglaterra e foi visto como um inimigo, sendo preso em um campo de concentração, e foi lá que tudo começou.

Joseph Pilates, começou a ensinar aos seus colegas de confinamento todos os exercícios que havia criado, e os mesmos se tornaram fortes e com boa imunidade, pois a gripe que afetou o mundo nessa época não os afetou.

Vendo que os exercícios eram bons e eficazes, Joseph começou a treinar os soldados que chegavam feridos do combate a fim de recuperá-los da forma mais rápida possível. Para isso Joseph utilizava das molas das camas para gerar resistência.

Conhecendo os seis princípios do método Pilates

Como dito anteriormente, o método Pilates é baseado em seis princípios essenciais para sua boa desenvoltura, sendo eles, a respiração, a concentração, o controle, a precisão, o ritmo e a centralização:

  • A respiração correta associada aos exercícios propostos por Joseph Pilates proporciona um melhor funcionamento dos órgãos e consequentemente melhora o desempenho dos músculos.

Vale lembrar que todos os exercícios são realizados no ritmo da respiração.

Como podemos ver, a respiração é muito importante para a correta execução dos exercícios, logo deve ser a primeira coisa ensinada ao paciente que chega em sua clínica.

A respiração deve ser feita de forma calma e relaxada. Inspire pelo nariz, expandindo o tórax em cima e nas laterais, como se estivesse inflando o peito. Após encher o peito é hora de expirar.

Expire pela boca, em uma expiração forçada, ativando o musculo transverso do abdômen, murchando a barriga como se quisesse levar o umbigo para trás. Dessa forma, podemos dizer que o musculo transverso do abdômen é o mais trabalhado na respiração.

Existem duas dinâmicas respiratórias diferentes que devem ser passadas aos pacientes pelo profissional de acordo com os exercícios que o mesmo for realizar.

As duas dinâmicas respiratórias se diferenciam entre si pelo tempo de contração do músculo, sendo que umas delas trabalha mais de forma isotônica e a outra de forma isométrica.

  • Concentração: para que o paciente possa desfrutar de todos os benefícios do Pilates, os exercícios devem ser realizados com a máxima concentração possível, pois ela traz controle e coordenação motora a fim de garantir movimentos seguros e bonitos.

Assim como Joseph Pilates dizia, o método Pilates é o equilíbrio entre a mente e o corpo, e esse equilíbrio que traz a excelência ao exercício. Lembrando que a concentração também serve para exercitar a propriocepção.

  • Precisão: todos os exercícios possuem uma forma precisa e uma dinâmica perfeita. Os pacientes devem realizar exercícios com qualidade e não com quantidade, pois é preferível fazer menos quantidade, porém perfeitas, do que muitas quantidades realizadas de forma incorreta.

Antes de deixar o paciente realizar os exercícios, demonstre a ele a maneira correta a fim de evitar compensações musculares e posturais.

  • Controle: para o exercício sair perfeito, ele deve ser totalmente controlado, e isso significa que todas as partes do corpo devem estar sendo utilizadas de forma correta.

O controle e a precisão estão interligados e, por isso, você deve praticar os movimentos de forma lenta a fim de realiza-los corretamente.

  • Ritmo ou fluxo: os exercícios são realizados de forma fluente, como se fosse uma dança. Dessa forma, os exercícios devem manter um certo ritmo e harmonia.
  • Centralização: é o principal foco do método, podendo ser considerado o princípio mais importante do Pilates. Todos os exercícios são sustentados e controlados pelo centro do nosso corpo que é denominado Power House ou Core. O centro do corpo fica situado na região da pelve e abdômen que é onde se encontra o principal musculo do método, o transverso do abdômen.

Para que os exercícios sejam realizados da forma mais correta possível, você deve estar em constante ativação desse centro de força, para que o mesmo o ajude a realizar movimentos elegantes e perfeitos.

Benefícios do método Pilates

  • Melhora da postura;
  • Melhora da força e flexibilidade muscular;
  • Melhora do condicionamento físico, cardiovascular e respiratório;
  • Melhora da coordenação motora e do equilíbrio;
  • Melhora da concentração para realização das atividades de vida diária;
  • Melhora da resistência muscular;
  • Alívio das dores crônicas;
  • Melhora da qualidade de vida e bem-estar;
  • Melhora nos quadros de ansiedade, depressão, estresse e insônia entre outros benefícios que podem ser observados de acordo com cada paciente, pois cada um necessita de um tipo diferente de exercício e consequentemente seus benefícios são diferenciados entre si.

Conclusão

Diante de tantas informações, podemos concluir que o método Pilates apresenta bons resultados independente de quem o pratica.

Se você escolher um bom profissional, seja ele um educador físico ou um fisioterapeuta, você com certeza terá bons resultados. Para isso, basta que você se empenhe e siga as instruções dadas a fim de realizar os exercícios da maneira mais perfeita possível, seguindo todos os princípios citados acima de forma correta.

SOBRE O PILATES OMEGA4

A Omega4 oferece um serviço de Pilates impecável, com unidades nas melhores localidades de São Paulo. Qualquer unidade da Omega4 oferece uma infraestrutura preparada para te oferecer o melhor Pilates de São Paulo!

Saiba mais!
CONTEÚDOS RELACIONADOS
Saiba mais sobre

Os seis princípios do método Pilates

E receba mais conteúdos relacionados a Pilates!
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Site produzido por Digitalize Now.