Pilates para Idosos

Porém, cada um pode escolher como vivenciar esse processo. Quem deseja envelhecer de maneira saudável tem mais chances de manter a autonomia nas atividades e sua independência. 

O Pilates para idosos se destaca como uma das melhores atividades físicas com esse fim, pois o objetivo principal é aliar fortalecimento, alongamento, consciência corporal e equilíbrio. Além disso, também trabalha a mente integrada ao corpo, é de baixo impacto e reduz a probabilidade com quedas.

Outros pontos positivos: redução de dores, melhora significativa do equilíbrio e propriocepção, corrige a postura, trabalha os músculos profundos, ajude no controle de doenças como Diabetes, artrite e cardiovasculares, contribui com a manutenção e aumento da densidade óssea, diminui a pressão arterial, melhora a autoestima e ajuda a prevenir o Alzheimer.

  • Ganho de autonomia para as atividades do dia-a-dia
  • Melhora do equilíbrio e força muscular
  • Auxiliar no controle de doenças cardiovasculares e diabetes
  • Ajuda a prevenir o Alzheimer e Parkinson

Quais as
mudanças no corpo e na mente quando atingimos a terceira idade?


 

Durante o período de
envelhecimento, o corpo vai perdendo a massa muscular, diminuindo o metabolismo
e também a densidade óssea (fato que pode até causar osteoporose), tornando a
pessoa mais vulnerável a doenças na coluna e articulações, haja visto que esses
são mais exigidos, além de doenças no coração também.
As atividades físicas para os idosos são imprescindíveis para que eles possam
manter a saúde e a qualidade de vida sempre em boa forma. Nós, da Omega4,
recomendamos especialistas em idosos que possam indicar o melhor tipo de
atividade física para cada um, assim temos efeitos masterizados dos exercícios
físicos.
 O tempo provoca mudanças causadas no
metabolismo que não são apenas biológicas, mas principalmente físicas e
emocionais. É difícil manter a mesma qualidade de vida com o passar de décadas,
mas, o Pilates surge como uma técnica inovadora que consegue atingir uma qualidade
de vida considerável aos seus alunos, haja visto que os idosos realizam os
exercícios de forma lenta e calma, afim da conscientização da respiração, além
de não exigir muito de todo o corpo, mas sim pouco de forma constante.

Aprofundando
os benefícios do
Pilates para idosos

O método do Pilates específico para idosos é a melhor alternativa de
exercício físico, pois combina com exercícios de baixo impacto no corpo,
trabalhando os músculos muito específicos a cada necessidade, fortalecendo o
core (centro de força do corpo, o que ajuda a fortalecer a postura correta e a
coluna, evitando dores regionais por conta da idade), além da desaceleração da
deterioração da massa muscular e o condicionamento do sistema cardiovascular.

O Pilates específico para idosos apresenta exercícios de pouco impacto, o que o
torna plenamente seguro. O método acaba trabalhando áreas do corpo que são
fundamentais para qualquer aluno, mas principalmente para pessoas da terceira
idade, vulgo idosos.

 O método trabalha principalmente na
correção da postura, o que ativa a circulação por todo o corpo e tenciona os
músculos de forma automática através dos exercícios de alongamento, estimulando
o corpo principalmente a ter uma maior flexibilidade, o que recupera
articulações que estão propensas agudamente a artroses e dores em geral. Além
disso, trabalha-se também os músculos profundos, e isso inclui os músculos que
controlam a urina e as impurezas sólidas do corpo, prevenindo a incontinência
urinária e fecal, condição que, infelizmente, é muito frequente nessa idade.

 Nessa fase da vida, existem diversas
limitações presentes em atividades diárias, como sentar e levantar de forma
dolorosa, amarrar um tênis, agachar, dentre outras funções diárias, e o Pilates
pode ser uma boa atividade física para ajudar com todos esses problemas
específicos da terceira idade.

Os benefícios
do Método Pilates para idosos incluem aumento da densidade
óssea, melhoria da flexibilidade nas articulações e postura, aumento da
capacidade respiratória e cardiovascular, proporcionando satisfação total aos
praticantes que desejam obter melhoria da qualidade de vida.

Pilates sendo extremamente benéfico na vida do idoso.

Muitos idosos, tanto os
homens quanto as mulheres, afirmam que, após um certo período referente a
iniciação do método Pilates, eles sentiram um rejuvenescimento corporal e
aumento da disposição muito grandes.
 Todos os exercícios no Pilates para
Idosos são voltados para a reeducação do movimento utilizando o próprio corpo
como principal ferramenta, o que garante, na mente e no corpo, uma autonomia
para o idoso.
 As técnicas do Pilates trabalha
principalmente com o core, ou centro de força do corpo vulgo a fonte de força
do nosso organismo, além de trazer também o diferencial de fortalecer os
músculos mais profundos do corpo, especialmente o do assoalho pélvico e do
abdômen.
 A Organização Mundial da Saúde (OMS)
afirma que, pelo menos 80% da população, sofrerá pelo menos uma vez na vida um
quadro de dor nas costas e lombar. Um resultado como esse é fruto da falta da
realização de exercícios físicos específicos, com posturas inadequadas, e a
fraqueza muscular que causa instabilidade na hora do movimento.
Os exercícios de Pilates para idosos de ambos os
sexos, apresentam uma importante contribuição no fortalecimento de musculaturas
que protegem a coluna vertebral, como o transverso do abdômen, multífidos e
paravertebrais que auxiliam numa melhor estabilidade da coluna vertebral e
consequentemente reduzem as dores nas costas. Em consequência disso, a postura
é melhorada, trazendo melhor alinhamento corporal, o que proporciona maior
segurança no caminhar.
Além disso, os exercícios físicos realizados no método Pilates na terceira
idade oferecem vantagens como as melhores das articulações, a mobilidade da
coluna vertebral, além da incrível melhora da propriocepção, característica que
pode ajudar e muito na prevenção de quedas e tombos, que podem causar lesões
musculares, fraturas ósseas, traumatismos, etc. Com a prática do método Pilates
na terceira idade, há muita possibilidade de obter um progresso na força
muscular, o que acaba por prevenir problemas na coluna, tornando uma peça
fundamental no pós-tratamento para a coluna vertebral, além de manter a
densidade óssea maior, o que reduz muito os riscos de osteoporose, fraturas, e
outros problemas ósseos.

A história do Pilates.

Joseph Pilates, criador do método
Pilates, teve experiências terríveis na infância, tendo doenças como asma,
raquitismo e febre reumática. Por isso, ele sempre foi uma criança que se
exercitava, afim de melhoras as condições do próprio corpo e não se sentir
preso a ele.  Joseph sempre foi visto treinando de calção, pelo fato de
possuir raquitismo e consequente deficiência em vitamina D, o que o deixou
conhecido por esse estilo de roupa. Em seguida, Joseph Pilates começou a
estudar de forma profunda as ciências biológicas do corpo humano, como a
anatomia, a fisiologia, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), física e
biologia. Ele procurava ciências que mostravam tudo sobre o funcionamento do
corpo humano de forma conjunta.  Em 1912, o jovem Pilates se mudou para a
Inglaterra, virou lutador de boxe em Londres e ensinou defesa pessoal para a
polícia metropolitana de lá.  Preso por ser alemão na Primeira Guerra
Mundial, o jovem Pilates ensinou aos prisioneiros, inclusive os doentes,
técnicas do próprio método para se exercitarem enquanto estavam isolados do
resto do mundo. Após ser libertado, lançou as técnicas que eram chamadas de
Contrologia, referentes ao controle da mente sobre o corpo, nome que depois foi
adaptado para Pilates. Em 1967, aos 83 anos, Joseph Pilates morreu por
complicações em um incêndio dentro de seu estúdio, mas sua esposa continuou disseminando
o método ao resto do mundo.

Endereço Omega4 Estúdio do Corpo
Rua Osório Duque Estrada, 35 - Paraíso - São Paulo
11 2386-9717 | Whatsapp 11 94048-3704
contato@omega4.com.br