Pilates contra o estresse

Sobre o problema do estresse

Segundo a International Stress Management Association (Associação Internacional do Controle do Estresse) o Brasil é o segundo país com o maior número de pessoas com o estresse elevado.

O estresse é o estado de alerta do organismo. Na dose certa ele faz bem, pois auxilia o ser humano, deixando o cérebro ativo e estimulado o que nos torna mais produtivos.

Porém quando o estresse se prolonga é que surge o problema, pois há um aumento acima do normal de cortisol.

O cortisol é o hormônio do estresse, e quando produzido dentro do normal mantém o funcionamento do organismo equilibrado.

Conheça: O Pilates é bom para coluna?

Quando sua produção está além dos limites normal o corpo percebe como se não pudesse mais descansar. É como se não houvesse diferença entre o dia e a noite e o estado de alerta fosse constante. Persistindo esse quadro aumenta os riscos de fadiga crônica, depressão, insônia, AVC, obesidade, infarto, entre outros…
O limite do estresse difere de pessoa para pessoa, por isso é muito importante conhecer seus limites. Existem pessoas que aguentam uma sobrecarga exagerada sem nenhum problema, enquanto outras desabam no menor obstáculo ou frustração.

A capacidade de tolerar o estresse depende de vários fatores, como por exemplo, a qualidade dos relacionamentos, a visão geral da vida, inteligência emocional, genética, entre outros. O nível de tolerância ao estresse pode ser determinado em uma série de fatores, tais como:

Redes Sociais

Quando se tem amigos e familiares com quem possa contar é uma ótima ajuda contra o estresse do dia a dia.

Já pessoas que são mais solitárias e isoladas tendem a ser mais vulneráveis.

Senso de Controle

A autoconfiança e a capacidade de influenciar os acontecimentos ajudam a controlar o estresse.

Já as pessoas que sentem que não possuem controle de suas atividades diárias tendem a sofrer mais.

Atitude e Perspectiva

Pessoas que possuem otimismo, alto senso de humor e aqueles que aceitam que a mudança faz parte da vida acreditando em um poder maior, tendem a lidar melhor com o estresse.

Capacidade de lidar com as Emoções

Aqueles que não conseguem manter a calma, ou até mesmo não conseguem controlar a raiva, medo, nervosismo estão completamente vulneráveis ao estresse.

Saber controlar as emoções é indispensável para se recuperar de situações difíceis.

Conhecimento e Preparação

Conhecer bem a situação estressante facilita a maneira de resolvê-la.

Sofrer por antecipação por algo que ainda não aconteceu, ou tentar resolver algo que não está ao seu alcance faz com que o estresse aumente.

Saiba mais: Pilates para Dor na Coluna

Mais sobre os efeitos do estresse

O corpo não distingue entre ameaças físicas e psicológicas, ele não diferencia o estresse, seja pelo trabalho, discussão ou contas. Seu corpo irá reagir de uma maneira que irá parecer que está enfrentando uma situação de vida ou morte.

Quando há muita preocupação e responsabilidades a reação ao estresse de emergência está esgotada na maior parte do tempo e quanto mais ativado o sistema de estresse, mais difícil de desligá-lo.

Essa exposição excessiva e prolongada ao estresse pode ocasionar graves problemas de saúde, quando o estresse se torna crônico perturba quase todos os sistemas do corpo humano.

Podendo causar hipertensão, diminuir a imunidade, aumentar o risco de um ataque cardíaco e derrame, contribuir para a infertilidade, acelerar o envelhecimento.

Ao longo prazo pode reconfigurar o cérebro, deixando o organismo mais vulnerável a ansiedade e depressão.

Muitos problemas de saúde são causados e/ou agravados pelo estresse e as vezes sem notarmos, como por exemplo: dores em geral, doenças cardíacas e digestivas, insônia, depressão, obesidade e doenças autoimunes.

O Pilates como tratamento auxiliar para o estresse

A atividade física é altamente recomendada para quem quer combater o estresse.

O Pilates além de ser uma atividade física é muito recomendado para quem sofre, ou quem quer evitar, o estresse patológico, pois trabalha todos os músculos do corpo.

O Método exige a prática consciente e completa da respiração durante a execução de todos os exercícios.

Além disso, uma respiração lenta e profunda reduz significativamente os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, no sangue ao longo do tempo.

Por incorporar algumas técnicas da Yoga, que é uma técnica indiana de exercitar o corpo e relaxar a mente, traz um equilíbrio mental excepcional aos praticantes.

No Pilates você aprende a mover-se usando apenas os músculos necessários para a realização de um determinado movimento, o que proporciona maior economia de movimentos, facilita a fluidez, o controle e a precisão de movimentos, e assim proporciona a redução do estresse.

A concentração que o Método exige durante sua prática, elimina a tendência de vaguear a mente por assuntos diversos que não nos ocupam aqui e agora.

Diferenciais do Pilates:

Na Omega4 estamos preparados para receber os mais diferentes alunos e atendê-los de forma especial e personalizada. Temos muitas razões para conquistar você, confira:

  • Dedicação: Máximo de três alunos por aula e opções de aulas personal para permitir atenção adequada a cada momento de sua aula.
  • Flexibilidade: Planos criados de acordo com o seu perfil, com a possibilidade de férias, reposição fácil e o cancelamento com apenas 1 hora de antecedência.
  • Profissionalismo: Temos professores pós graduados e formados nas melhores escolas do Brasil.
  • Ambiente: Planejamos um espaço perfeito com equipamentos duplicados e modernos pensados em você.
  • Foco: Acompanhamento com evolução aula a aula e relatório mensal de evolução do aluno.
  • Localização: Quem está procurando fazer Pilates no Paraíso ou no Jardins, com fácil acesso a partir da Av. Paulista, Bela Vista e Itaim, está no lugar certo. A Omega4 possui ótima localização com restaurantes, bancos, mercados, e diversos tipos de comércio ao redor.
  • Acompanhamento: Em todas as aulas é feito um relatórios de acompanhamento,e a cada 3 meses enviamos um relatório completo mostrando a evolução em cada item e a comparação desde a última avaliação, isso também inclui uma avaliação trimestral de bioimpedância completa.

A História do Método Pilates

Joseph Pilates, criador do Método Pilates, teve experiências terríveis na infância, tendo doenças como asma, raquitismo e febre reumática. Por isso, ele sempre foi uma criança que se exercitava, afim de melhoras as condições do próprio corpo e não se sentir preso a ele.  

Joseph sempre foi visto treinando de calção, pelo fato de possuir raquitismo e consequente deficiência em vitamina D, o que o deixou conhecido por esse estilo de roupa.

Em seguida, Joseph Pilates começou a estudar de forma profunda as ciências biológicas do corpo humano, como a anatomia, a fisiologia, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), física e biologia.

Ele procurava ciências que mostravam tudo sobre o funcionamento do corpo humano de forma conjunta.  Em 1912, o jovem Pilates se mudou para a Inglaterra, virou lutador de boxe em Londres e ensinou defesa pessoal para a polícia metropolitana de lá.  

Preso por ser alemão na Primeira Guerra Mundial, o jovem Pilates ensinou aos prisioneiros, inclusive os doentes, técnicas do próprio método para se exercitarem enquanto estavam isolados do resto do mundo.

Após ser libertado, lançou as técnicas que eram chamadas de Contrologia, referentes ao controle da mente sobre o corpo, nome que depois foi adaptado para Pilates.

Em 1967, aos 83 anos, Joseph Pilates morreu por complicações em um incêndio dentro de seu estúdio, mas sua esposa continuou disseminando o método ao resto do mundo.

Conheça outras opções de Pilates:

Endereço Omega4 Estúdio do Corpo
Rua Osório Duque Estrada, 35 - Paraíso - São Paulo
11 2386-9717 | Whatsapp 11 94048-3704
contato@omega4.com.br