Pilates
|
19/7/2021

Praticando Pilates no pós-parto

Você quer entender como funciona o Pilates para mulheres no pós-parto? Confira o conteúdo completo sobre o assunto!

pilates-no-pos-parto

Praticando Pilates no pós-parto

Você sabia que o Pilates é recomendado para o pós-parto? Essa fase da vida da mulher é marcada por um turbilhão de emoções, pois as sensações estão à flor da pele.

Diante disso, é importante que a mulher pratique alguma atividade física para amenizar tais emoções e um belo jeito de fazer isso é praticando Pilates.

Antes de falar sobre os benefícios do Pilates no pós-parto, vamos entender um pouco mais sobre o Pilates e sobre o pós-parto para depois unir os dois conceitos e descobrir como eles andam bem juntos.

O que é Pilates?

O método Pilates foi criado por Joseph Pilates na primeira Guerra mundial para tratar soldados feridos e mutilados na batalha.

Ele desenvolveu o método baseado em vários princípios, onde atualmente se destacam os seis principais: respiração, controle, fluidez, precisão, centralização e concentração.

Com a associação desses princípios, Joseph acreditava que era possível entrar em perfeito estado entre corpo, mente e espirito, e atualmente sabemos que tal afirmação é verídica.

Sobre o pós-parto

O pós-parto é também denominada puerpério e compreende o período da vida da mulher que vai do nascimento do bebê até a volta regular da menstruação.

O puerpério se divide em três partes distintas:

  1. O puerpério imediato, que ocorre entre o primeiro e o décimo dia após o nascimento do bebê;
  2. O puerpério tardio, que ocorre do 11° dia até meados do 42° dia de pós-parto;
  3. O puerpério remoto, que acontece após o 43° dia após o nascimento do bebê.

Durante esse período, as mulheres sofrem muitas mudanças emocionais, hormonais e físicas, que podem acarretar tanto positivamente quanto negativamente na vida das mesmas.

Dentre as alterações sofridas no corpo da mulher no período pós-parto, podemos citar as alterações na musculatura do assoalho pélvico, que englobam os músculos da região abdominal e de quadris.

Esse tipo de alteração pode facilmente ser revertida ou amenizada com os princípios do Pilates.

Quais os benefícios do Pilates para o pós-parto?

Como todos sabemos, existem inúmeros benefícios do Pilates para o corpo humano e com as puérperas não é diferente.

Por estarem em um momento tão delicado de suas vidas, essas mulheres precisam de atenção especial e atividades que prendam seu foco a fim de que concentrem em outras coisas, como uma forma de válvula de escape das pressões do dia a dia.

Dentre os principais benefícios oferecidos pelo Pilates para as mulheres no pós-parto, podemos citar:

  • Melhora da postura, pois com a evolução da gestação, ocorrem alterações posturais para suportar o peso e novo modelo de corpo que a mulher apresenta.
  • Fortalece os músculos: nesse caso especificamente, podemos citar principalmente os músculos do assoalho pélvico e região abdominal que são as áreas mais “afetadas” pela gestação.
  • Melhora a flexibilidade muscular, pois com a gestação e o aumento de peso, na maioria das vezes após o nascimento, a mãe se torna mais encurtada e cheia de dores devido as pressões da nova rotina.
  • Melhora o condicionamento físico: devido as muitas alterações sofridas no corpo da mulher, o Pilates ajuda o corpo a voltar ao seu estado natural, de antes, em um intervalo de tempo menor.
  • Alivia as dores comuns da gestação e do pós-parto, desencadeadas principalmente pelo aumento do peso e da nova rotina da recente mamãe.
  • Evita a depressão pós-parto, pois te estimula a ter contato com outras pessoas. Para esses fins, você pode fazer aulas em grupo a fim de trocar experiências com outras pessoas para ver que todos somos iguais e passamos por problemas semelhantes.
  • Melhora a qualidade de vida e o bem-estar global, pois libera os hormônios da felicidade e do prazer, fazendo com que você tenha mais disposição durante o decorrer do dia, para lidar com as atividades do lar e seu novo bebê.
  • Melhora a qualidade do sono, pois desperta hormônios de relaxamento capazes de melhorar o sono quando se sofre de insônia.
  • Melhora quadros como: ansiedade, fadiga, estresse e outros problemas psicológicos.
  • Auxilia na execução de tarefas rotineiras como o simples fato de amamentar, pois estimula a correção postural dinâmica.

Melhores exercícios de Pilates para serem feitos no pós-parto

Geralmente as puérperas podem fazer todos os tipos de exercício desde que supervisionadas por um profissional qualificado na área.

Iremos citar os exercícios mais comuns e benéficos de serem feitos para as puérperas a fim de se obter os melhores resultados e benefícios citados anteriormente.

Ponte

O clássico exercício de ponte é curinga para as puérperas, pois é um exercício considerado de nível fácil que trabalha várias musculaturas ao mesmo tempo, inclusive a musculatura do assoalho pélvico.

Deitado de costas, deixe as mãos ao lado corpo, dobre os joelhos e eleve o “bumbum” do chão. Faça 3 séries de 10 repetições.

Elevação de perna unilateral

Deitado na mesma posição do exercício anterior, estenda uma perna e levante-a para o alto. Faça o movimento de elevar a abaixar a perna esticada por 3 séries de 10 repetições em cada perna.

Abdominais

Seja ele o abdominal tradicional ou suas variações, esse tipo de exercício é sempre bom e traz todos os benefícios citamos acima pois é um exercício completo.

Vale lembrar que se você realizou uma cesárea para nascimento do seu filho, deve perguntar ao médico quando poderá realizar os abdominais, pois ele é considerado um exercício intermediário/avançado.

Realização

Deitado de costas (mesma postura do exercício de ponte), cruze os braços no peito e tente tirar as costas do chão. Faça 3 séries de 10 repetições.

Agachamento

Exercício tradicional e cheio de vantagens para quem o pratica, pois fortalece a musculatura abdominal e de membros inferiores, além da musculatura posterior (costas).

Realização

Você deverá literalmente agachar, como se quisesse sentar em uma cadeira imaginária. Tome cuidado para não sobrecarregar os joelhos e a coluna lombar. Faça 3 séries de 10 repetições.

Conclusão

Como podemos ver, o Pilates apresenta diversos benefícios para as mulheres no pós-parto, pois estimula seu estado físico, psíquico e emocional, favorecendo para um retorno saudável à antiga vida que a mesma apresentava.

Dessa forma, é importante divulgar os benefícios do Pilates para todas as mulheres, pois muitas delas ainda não sabem que podem praticar o método no período do puerpério.

SOBRE O PILATES OMEGA4

A Omega4 oferece um serviço de Pilates impecável, com unidades nas melhores localidades de São Paulo. Qualquer unidade da Omega4 oferece uma infraestrutura preparada para te oferecer o melhor Pilates de São Paulo!

Saiba mais!
CONTEÚDOS RELACIONADOS
No items found.
Saiba mais sobre

Praticando Pilates no pós-parto

E receba mais conteúdos relacionados a Pilates!
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.