Pilates
|
27/7/2021

Benefícios da atividade física para quem tem escoliose

Você quer descobrir os benefícios da atividade física para quem tem escoliose? Então vem com a gente!

beneficios-da-atividade-fisica-escoliose

Benefícios da atividade física para quem tem escoliose

Hoje em dia muitas pessoas têm problemas relacionados com a coluna vertebral, pois a maioria dos serviços e hobbies da atualidade são com posturas viciosas, seja de pé ou sentado.

Sendo assim, quando uma pessoa desenvolve alguma atividade ela sempre é em excesso, ou seja, o paciente ou fica horas de pé ou fica horas sentado, sem tempo para descansos ou pausas para movimentar o corpo.

Com isso, surgem os problemas posturais, pois o paciente começa a adotar posturas antálgicas a fim de compensar as dores e desconfortos sentidos relacionados com a postura que precisam ficar.

Nesse post iremos abordar a escoliose, uma das patologias de coluna mais comuns hoje em dia, assim como todos os tipos de atividade física possíveis de serem realizadas por quem apresenta essa condição de saúde.

O que é escoliose?

A escoliose é um desvio na coluna vertebral relacionada com a postura do indivíduo. Esse desvio nada mais é que uma curvatura lateral e patológica em forma de “C” ou “S”.

As escolioses podem aparecer em qualquer região da coluna vertebral, podendo ter graus e tipos diferentes. Sendo que, os graus mais elevados são visíveis a olho nu, pois os pacientes possuem a coluna “torta” lateralmente, ou seja, há uma redução do espaço entre o ombro e o quadril de um dos lados do corpo.

Seus principais sinais e sintomas são: dores musculares relacionado com as compensações musculares existentes (tensões musculares), comprometimento da função pulmonar pois afeta o grau de expansão dos pulmões, alterações no alinhamento corporal, ficando um dos lados do corpo mais alto que o outro entre outros sinais e sintomas a depender de cada paciente.

Normalmente as escolioses, independente do tipo são causadas pela adoção de posturas viciosas por longos períodos, tornando a coluna “torta” com o decorrer dos anos. Em alguns casos, essa condição pode ser congênita (patologia presente desde o nascimento) ou idiopática (sem causa determinada).

É fato que no mundo atual, 98% da população apresenta algum grau de escoliose, pois as modernidades do mundo tem contribuído muito para os problemas relacionados com a coluna vertebral, como é o caso dos celulares, notebooks e computadores de mesa.

Quais tipos de atividade física os pacientes com escoliose podem praticar?

É cientificamente comprovado que não existem contraindicações de atividade física para quem apresenta quadro de escoliose, o que existem são cuidados que devem ser tomados quando o paciente apresentar esses sinais e sintomas, pois alguns exercícios podem não resolver para aquele determinado paciente.

Dentre as atividades possíveis de serem praticadas por portadores de escoliose podemos citar:

  • Natação, hidroginástica e hidroterapia;
  • Musculação, Pilates, Fisioterapia, Treinamento funcional, Yoga, Caminhada, Corrida e outras modalidades de atividade física.

Os exercícios devem ter objetivos específicos para tratar o problema do paciente, ou seja, resolver as compensações que o corpo apresenta.

Algumas atividades como a caminhada não têm esse objetivo, mas são essenciais para complementar a rotina de exercícios, pois ela é capaz de condicionar o corpo para que ele esteja sempre preparado para a realização de outras atividades de maior impacto.

Já as atividades como Pilates, Fisioterapia e Hidroterapia, podem proporcionar exercícios específicos para tratar as disfunções presentes na escoliose, podendo melhorar, amenizar ou até mesmo reverter a situação.

Quantas vezes por semana os pacientes com escoliose devem treinar?

Uma boa rotina de exercícios começa devagar, pois uma pessoa sedentária não conseguirá acompanhar indivíduos acostumados a treinar diariamente.

Pensando dessa maneira, podemos dizer que o ideal é começar a treinar por duas vezes na semana e depois evoluir com esse número para mais vezes de treino na semana, pois à medida que o tempo passa, o corpo se adapta e se acostuma com a rotina de exercícios podendo evoluir com os mesmos.

Vale lembrar que normalmente os treinos têm duração de uma hora independente da modalidade escolhida.

Aos sábados e domingos é normal que você não encontre os centros de treinamento abertos, porém alguns alunos acabam por dar continuidade aos exercícios em suas casas.

Mas fique tranquilo, isso não é uma regra! Você pode descansar aos finais de semana, pois é sempre bom dar um tempo e intervalo para os músculos relaxarem.

Exemplos de exercícios para quem tem escoliose

Alguns dos exercícios mais comuns para quem tem escoliose são:

Caminhada

A caminhada nada mais é que o ato de caminhar, porém de forma centrada e com vestimentas e calçados adequados.

A caminhada deve ser constante, mantendo um ritmo e regularidade no decorrer do prazo ou quilometragem caminhada. É ideal que você não se distraia ao caminhar, você deve ter em mente que a caminhada é uma atividade física e não um passeio pelo parque, então mantenha a postura, coluna e ombros alinhados, respiração controlada e comece devagar, respeitando seus limites.

Pilates

O Pilates é um ótimo método para trabalhar as alterações posturais, principalmente as relacionadas com a coluna vertebral.

Com ele é possível trabalhar exercícios de alongamento e fortalecimento muscular, e com isso melhorar os sinais e sintomas relatados pelos pacientes que apresentam a patologia.

Alguns dos exercícios mais comuns utilizados no Pilates são: Mergulho no solo ou no Cadillac, Roll up, Swimming, Swan, Abdominais associados à oblíquos, Extensão de coluna associada a rotações, ponte, exercícios em quatro apoios entre outros.

Fisioterapia

Os exercícios praticados na fisioterapia são mais específicos para tratamento da patologia que para condicionamento físico, porém é válido tentar associar as técnicas e métodos para resultados melhores e de forma mais rápida.

A fisioterapia colabora com o tratamento da escoliose pois apresenta exercícios específicos para tentar reverter o quadro, assim como técnicas e meios alternativos para alívio da dor, relaxamento muscular, redução de tensão e outros.

Algumas técnicas usadas pela fisioterapia são: aplicação de ultrassom, TENS, FES, laser, ventosaterapia, dry needling e outros; bandagem funcional, RPG e outras técnicas.

Conclusão

Com a leitura desse artigo podemos concluir que todas as pessoas apresentarão algum sinal ou sintoma referente à problemas na coluna vertebral e na maioria dos casos esse problema será a escoliose.

Com isso, quanto antes você procurar por um tratamento melhor será para você, pois assim você será capaz de prevenir patologias que poderiam lhe acometer no futuro.

Dentre as atividades preventivas podemos destacar a caminhada que é um recurso gratuito e disponível para todas as pessoas.

SOBRE O PILATES OMEGA4

A Omega4 oferece um serviço de Pilates impecável, com unidades nas melhores localidades de São Paulo. Qualquer unidade da Omega4 oferece uma infraestrutura preparada para te oferecer o melhor Pilates de São Paulo!

Saiba mais!
CONTEÚDOS RELACIONADOS
No items found.
Saiba mais sobre

Benefícios da atividade física para quem tem escoliose

E receba mais conteúdos relacionados a Pilates!
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Site produzido por Digitalize Now.