Pilates para Respiração

Pilates para Respiração

A respiração é um fator essencial para a vida. Por isso é um fator que deve ser sempre bem explorado para sua correção e assim bem estar da vida. Uma respiração eficiente é fundamental para uma qualidade de vida melhor, e a grande técnica que contribui para isso é o Método Pilates.

Quem já pratica o Método Pilates certamente já escutou inúmeras vezes o instrutor orientando sobre a respiração correta durante a prática das séries de exercícios. Todos os profissionais do Método Pilates são especializados fazem cursos e workshops onde aprendem e ressaltam sobre a importância da respiração no Método Pilates.

Segundo o criador do Método Pilates, Joseph Pilates: “Respirar é o primeiro e último ato da vida. Nossa vida depende disso. Visto que não podemos viver sem respirar, é tragicamente deplorável contemplar os milhões e milhões que nunca aprenderam a dominar a arte de respirar corretamente.”

Estresses e aflições diárias podem gerar uma diminuição dos ciclos respiratórios sem você nem perceber, assim prejudicando sua saúde. Todavia, quando os pulmões são carregados pelo oxigênio, eles concedem a oxigenação para todas as células corporais, sendo transportado o oxigênio pela hemoglobina por toda a corrente sanguínea.

Conforme Joseph Pilates ressalta, o motivo do Método Pilates prover uma oxigenação completa e plena pelas células de todo o corpo pode assim ajudar para a cura e melhora de algumas doenças e lesões. Tendo em vista, que a oxigenação correta dos tecidos é fundamental para sua regeneração, imunidade e consequentemente saúde.

Respirar corretamente é fundamental

Quando a respiração é corrigida todo o sistema imunológico do corpo é fortificado e funcionará de forma mais aprimorada, assim evitando e enfrentando as doenças, bactérias e corpos estranhos que podem surgir. Por exemplo, as doenças respiratórias, que são bastante corriqueiras durante o inverno, enxaquecas, má digestão e as gastrites nervosas. Todas essas patologias e entre outras estão relacionadas com uma baixa imunidade, com uma certa dificuldade no trabalho do sistema imunológico.

Por isso, ele deve estar sempre em bom funcionamento, assim os processos de eliminação de toxinas do corpo são otimizados, as ações de fagocitose das células de defesa (eliminação de patogênicos), as funções vitais do corpo são melhoradas, a energia corporal aumenta e entre outros benefícios. Assim o corpo e a mente são equilibrados e melhorados, proporcionando uma melhor saúde e bem estar.

Uma respiração adequada também está relacionada com a mente e o emocional. Com seu controle têm-se um maior controle das emoções, equilíbrio nos comportamentos e reações, melhora da postura e de diversos sistemas do corpo.

Para Inelia Garcia, diretoria do The Pilates Studio® Brasil: “Respiração, emoção e mudança de comportamento estão muito relacionados e, por este motivo, Joseph Pilates dava muita ênfase a ter um controle da respiração para poder desacelerar a nossa mente, controlando nossas atitudes e ações.”

Ainda mais, relembra Inelia: “Para Joseph Pilates, era vital saber como respirar. Cada exercício tem seu próprio padrão de respiração, que varia de acordo com os músculos que está focalizando. Então, para a maioria dos exercícios, a regra é inspirar antes do início do movimento e expirar durante. Não segure a respiração, que pode estressar o coração e levar a complicações posteriores”.

A respiração e Joseph Pilates

O Método Pilates adquiriu suas considerações tendo os seus seis princípios básicos, e a respiração é um deles.

Algumas dessas frases do Joseph Pilates, criador do Método Pilates e estudioso sobre o corpo e a saúde, reafirmam esse princípio e sua importância, entre elas:

“Mesmo que você não siga nenhuma das outras instruções, aprenda a respirar corretamente.”

“Esprema o pulmão como se você tivesse secando uma toalha usada.”

Ainda mais, Joseph Pilates explica de uma forma simples como a respiração deve ser feita: “Você deve inspirar e expirar completamente, sempre tentando ‘espremer’ cada átomo de ar impuro dos seus pulmões, de maneira semelhante à quando esprememos cada gota de água de um pano molhado”.

Assim sendo, é claro que a respiração é um dos princípios do Método Pilates, assim como a ativação do centro de força ou o chamado Power House, que é composto pela musculatura abdominal profunda e entre outras. Para auxiliar na ativação dessa musculatura do Power House, não deve-se realizar uma respiração abdominal, que expande o abdômen, e infla as paredes do abdômen durante essa respiração.

Também não pode elevar os ombros durante a inspiração, que assim vão causar tensão nos músculos do ombro e cervical. O correto é que a respiração seja realizada na altura das costelas baixas, com ação do diafragma.  

A respiração correta deve realizar a inspiração de forma bem profunda, pelo nariz, preenchendo todo os pulmões de ar. E a expiração deve ser forte, por meio da boca.

Conheça mais: Pilates para Mulheres

Pilates e o controle da respiração

No Método Pilates, têm-se uma técnica chamada de Contrologia, que fundamenta-se na inclusão de todos os movimentos corporais, com sua total consciência. Para isso, o praticante tem que compreender os princípios e objetivos da técnica. A respiração consciente e adequada é fundamental no Método Pilates para a realização dos movimentos e para alcançar os objetivos que se desejam com os exercícios.

Cada movimento deve ser realizados com suas finalidades e com uma respiração correta de seu objetivo. Até a postura do praticante irá direcionar sobre como respirar melhor para aproveitar cada exercício de sua forma.

Além do mais, por meio da respiração correta é que se vai despertar o conceito do Método Pilates o Power House. Sem a respiração correta e consciente não tem-se o despertar com toda eficácia a força. Assim sendo, esses dois fatores se complementam e apoiam.

A respiração trabalha e ativa dois fatores essenciais do Power House: a caixa torácica e a caixa abdominal, separados pelo diafragma. Mesmo sendo separados, esses dois compartimentos compartilham a influência um do outro, sendo relacionado e podendo alterar a respiração.

Alguns exemplos de como a respiração pode auxiliar na realização de exercícios:

  • Ao fazer uma torção pode-se expirar para aprofundar e simultaneamente realizar uma descompressão para ativar o Power House;
  • Ao fazer uma flexão de coluna é necessário expirar. A expiração auxilia na realização do movimento;
  • Para fazer o TEASER tem que expirar para adquirir a estabilidade que o movimento desafia;
  • Para fazer uma extensão de coluna como o SWAN é preciso inspirar para gerar a mobilidade no gradil costal e fazer a extensão no segmento vertebral que tem-se a maior dificuldade, que é a região torácica;
  • Entre outras.

Desse modo, nota-se que o Método Pilates é o grande auxiliador para corrigir toda a respiração. E assim, fortalecer o sistema imunológico, contra doenças respiratórias, por exemplo, para ajustar as funções orgânicas corporais, para melhorar a energia vital e para o equilíbrio emocional, ou seja, uma vida com saúde e bem estar.

A história do Método Pilates

Joseph Pilates, criador do Método Pilates, teve experiências terríveis na infância, tendo doenças como asma, raquitismo e febre reumática. Por isso, ele sempre foi uma criança que se exercitava, afim de melhoras as condições do próprio corpo e não se sentir preso a ele. Joseph sempre foi visto treinando de calção, pelo fato de possuir raquitismo e consequente deficiência em vitamina D, o que o deixou conhecido por esse estilo de roupa.

Em seguida, Joseph Pilates começou a estudar de forma profunda as ciências biológicas do corpo humano, como a anatomia, a fisiologia, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), física e biologia. Ele procurava ciências que mostravam tudo sobre o funcionamento do corpo humano de forma conjunta.  Em 1912, o jovem Pilates se mudou para a Inglaterra, virou lutador de boxe em Londres e ensinou defesa pessoal para a polícia metropolitana de lá. Preso por ser alemão na Primeira Guerra Mundial, o jovem Pilates ensinou aos prisioneiros, inclusive os doentes, técnicas do próprio Método Pilates para se exercitarem enquanto estavam isolados do resto do mundo. Após ser libertado, lançou as técnicas que eram chamadas de Contrologia, referentes ao controle da mente sobre o corpo, nome que depois foi adaptado para o Método Pilates. Em 1967, aos 83 anos, Joseph Pilates morreu por complicações em um incêndio dentro de seu estúdio, mas sua esposa continuou disseminando o Método Pilates ao resto do mundo.

Solicitar mais informações
omega4omega4omega4
Endereço Omega4 Estúdio do Corpo
Unidade Paraíso: Rua Osório Duque Estrada, 35 -  São Paulo
11 2386-9717 | WhatsApp 11 94048-3704
Unidade Moema: Avenida Divino Salvador, 669 - São Paulo
11 98827-7152
contato@omega4.com.br