Pilates e a distensão muscular

O Método Pilates e distensão muscular  

As distensões musculares é uma patologia que pode ocorrer com qualquer pessoa, seja ela atleta ou não. Este problema ocorre em ocasiões onde há esforço físico intenso e repentino, ou em casos de se realizar uma atividade física repetitiva por um longo tempo. Mas você sabia que por meio da prática do Pilates é possível prevenir este problema e ter uma qualidade de vida cada vez melhor? Acompanhe os detalhes a seguir e entenda como.

O que é a distensão muscular?

A distensão muscular é o rompimento das fibras que formam os músculos, em partes ou por completo. A ruptura pode trazer grandes dificuldades para a locomoção e também dores intensas no local lesionado. Ela pode ser denominada como aguda ou crônica, dependendo do fator que a desencadeou. Neste caso, quando se realiza algum esforço físico intenso e repentino, ocorre à distensão denominada aguda, já a crônica ocorre quando são realizados esforços muito repetitivos e prolongados. Com o passar dos anos nossos músculos vão ficando menos flexíveis principalmente pela redução do colágeno produzido em nosso organismo. Sendo assim, este acaba sendo outro motivo para a ocorrência de distensões musculares.

Um movimento brusco exige além da capacidade do músculo, desencadeando um alongamento exagerado das fibras musculares ocasionando a distensão muscular. Por exemplo: na prática de esportes, o praticante não realiza aquecimento e alongamentos antes do início do exercício, logo ao ter que executar um movimento brusco pode desencadear uma distensão. Ou ainda, uma pessoa sedentária pode desencadear uma lesão nas fibras musculares dentro da sua atividade de vida diária, a partir de um esforço excessivo.

A má alimentação (deficiência em ferro e proteínas) interfere na elasticidade e capacidade dos músculos. O excesso de treinamento, over training, apresenta repercussões negativas em vários sistemas do corpo. A sobrecarga de exercícios físicos contribui para a perda da resistência dos músculos e facilita o aparecimento de lesões. O sedentarismo e o envelhecimento estão associados diretamente com a diminuição de flexibilidade e a falta de colágeno (proteína que permite a elasticidade dos tecidos), assim estes também são responsáveis pelas distensões musculares. Sabe-se que com o envelhecimento, a substância é produzida em menor quantidade pelo organismo.

A Terapia com o Pilates

Passada a fase aguda do problema é possível introduzir o Pilates como forma de auxiliar na recuperação do músculo afetado. Neste caso, exercícios específicos irão fortalecer e tratar o local onde ocorreu a distensão muscular. Com a prática do Pilates os músculos também irão se tornar mais flexíveis e fortalecidos, o que contribui para a recuperação do local lesionado. Além disso, por ser uma atividade de baixo impacto, Inicialmente deve-se repousar o músculo afetado de qualquer esforço ou exercício. Aconselha-se administrar crio terapia (gelo) no local para frear a inflamação desencadeada pela lesão das fibras musculares. E ainda, procurar atendimento especializado. Após a fase aguda, o Pilates assume um papel essencial, visando aumentar a capacidade elástica dos músculos através de exercícios que incrementam a flexibilidade.

O Pilates evita que novas lesões e inflamações ocorram, trabalhando todas as articulações e musculatura do corpo de maneira mais eficiente. Conforme se pode observar, a distensão muscular pode ocorrer sempre que forçamos nossos músculos de maneira brusca e além do suportado por ele, lesões nos músculos, tendões e ligamentos, além de outras estruturas do sistema musculoesquelético humano, são muito comuns. Elas podem ocorrer durante a prática de atividades físicas específicas ou até mesmo em momentos corriqueiros, como subindo ou descendo escadas. Uma das ocorrências mais frequentes é a distensão que pode ser tratada e prevenida com a ajuda do Pilates.

O Pilates é uma atividade física de baixo impacto que pode ajudar a prevenir e tratar uma série de problemas, principalmente os que afetam os músculos e estruturas vizinhas. O combate à dor e a promoção da qualidade de vida são alguns dos pilares dessa atividade, que realiza a reabilitação de estruturas sem efeitos colaterais.

Os benefícios de fazer o método Pilates

  • Fortalecimento dos músculos do abdômen;
  • Alivia a dor nas costas;
  • Aumenta a flexibilidade;
  • Melhora a postura;
  • Aumenta a capacidade cardiovascular;
  • Diminui a inflamação da articulação;

Além disso, existe ainda o Pilates clínico que é semelhante à fisioterapia, onde são utilizados exercícios de Pilates adaptados para ajudar na recuperação de vários tipos de lesões, fortalecer os músculos pélvicos na incontinência ou melhorar a performance de atletas.

Os sintomas e as causas da distensão muscular

As causas mais comuns da distensão de um músculo incluem:

  • Esforço repetitivo;
  • Esforço exagerado para a realização de determinada atividade;
  • Prática de esportes;
  • Quedas;
  • Sedentarismo;
  • Envelhecimento natural das estruturas do corpo;

Dependendo da intensidade da lesão, a distensão poderá ser categorizada em grau 1, 2 ou 3, sendo o primeiro o tipo mais leve e o último, o mais grave. Cada um deles terá particularidades e tratamentos diferentes.

Quais são os principais sintomas desse problema?

  • Dor intensa e incapacitante;
  • Dificuldade de movimentação;
  • Hematomas;
  • Inchaço;
  • Aumento da temperatura na região afetada;

Normalmente, independentemente do grau da lesão, um ou mais dos sintomas acima será sentido. O Pilates pode ajudar no tratamento.

Lesões nos músculos, tendões e ligamentos, além de outras estruturas do sistema musculoesquelético humano, são muito comuns. Elas podem ocorrer durante a prática de atividades físicas específicas.

Ou até mesmo em momentos corriqueiros, como subindo ou descendo escadas. Uma das ocorrências mais frequentes é a distensão muscular, que pode ser tratada e prevenida com a ajuda do Pilates.

A distensão muscular é causada tanto pela falta quanto pelo excesso de atividades físicas, além, é claro, de outras razões.

O Pilates, felizmente, é capaz de auxiliar em muitas delas, reduzindo as chances da ocorrência desse problema ou reabilitando o músculo após a distensão.

De maneira preventiva, podemos citar o fortalecimento dos músculos como o principal fator responsável por evitar a ocorrência da distensão. Já para o tratamento do problema, o Pilates é ideal por ser uma atividade de baixo impacto, que fortalece a região aos poucos, respeitando os limites de cada paciente.

Além disso, o Pilates ajuda na redução e manutenção do peso corporal, deixando-o num estágio saudável e evitando a sobrecarga muscular. Outros benefícios envolvem a promoção da circulação sanguínea e a consequente oxigenação de tecidos, da cicatrização e da regeneração muscular.

O Pilates, felizmente, é capaz de auxiliar em muitas delas, reduzindo as chances da ocorrência desse problema ou reabilitando o músculo após a distensão.

De maneira preventiva, podemos citar o fortalecimento dos músculos como o principal fator responsável por evitar a ocorrência da distensão. Já para o tratamento do problema, o Pilates é ideal por ser uma atividade de baixo impacto, que fortalece a região aos poucos, respeitando os limites de cada paciente.

A região afetada fica dolorida, inchada e se a lesão for próxima à pele, podem ainda aparecer hematomas, resultado do extravasamento de sangue dos vasos sanguíneos que nutrem o músculo. Com a prática do autêntico Pilates, o alongamento aumenta a capacidade de elasticidade dos músculos e melhora a resistência deles contra as lesões.

Como nestes casos a maior indicação terapêutica é o repouso deste músculo, as aulas isolam o local afetado e trabalham com o resto do corpo.

Uma lesão moderada resultante de um músculo excessivamente estirado é denominada distensão: uma lesão mais grave é uma ruptura.

Geralmente causadas por fortes movimentos repentinos. Você teve alguma dessas lesões e seu médico indicou Pilates? Então, agende uma aula experimental no  Omega4, traga seus exames e juntos faremos um programa de exercícios específicos para você.

Agora que você já sabe como o Pilates pode ajudar no tratamento e na prevenção da distensão muscular, o que está esperando para começar as suas aulas?  Nenhum de nós está imune a sofrer com esse problema tão doloroso.

Portanto, prevenir é o melhor remédio. A Omega4 Estúdio do Corpo tem profissionais capacitados e espera por você para uma avaliação, temos terapeutas que irá te ajudar com toda atenção.

Solicitar mais informações
omega4omega4omega4
Endereço Omega4 Estúdio do Corpo
Unidade Paraíso: Rua Osório Duque Estrada, 35 -  São Paulo
11 2386-9717 | WhatsApp 11 94048-3704
Unidade Moema: Avenida Divino Salvador, 669 - São Paulo
11 98827-7152
contato@omega4.com.br