Pilates para Homens

E já não era sem tempo. Afinal, seu idealizador é Joseph Pilates, um alemão que tratou pacientes durante a II Guerra Mundial e reabilitou a grande maioria de seus praticantes, além de ter sido Instrutor de Auto-Defesa da Scotland Yard, na Inglaterra.

Além de alongar, amenizar e até acabar com as dores no corpo, o Pilates tem grande poder de definição, tonificação e fortalecimento muscular. Também é poderoso para aumentar a disposição sexual por trabalhar a região pélvica, promover a oxigenação do corpo e facilitar a distribuição de sangue e hormônios. 

A prática do Pilates também libera endorfina, hormônio responsável pela alegria e bem-estar.

Importante saber: O Pilates reduz o risco de câncer de próstata, pois um dos fatores associados ao problema está na deterioração da musculatura do assoalho pélvico. O método tem exercícios específicos para o fortalecimento dessa região do corpo. 

  • Define, tonifica e fortalece a musculatura.
  • Reduz e pode acabar com as dores no corpo.
  • Ajuda a aumentar o desempenho sexual.
  • Diminui o risco de câncer de próstata.


 

O senso comum é achar que o Pilates é um
método dedicado somente para as mulheres. Isso é uma grande bobagem, afinal de
contas, o Pilates é para todos.
 Hoje, o que encontramos por ai são
pessoas que nunca experimentaram praticar o método Pilates e ainda possuem
certos preconceitos sobre essa modalidade e o gênero e a idade destinada a ela.

 Para que fique claro: o Pilates não
possui gênero, idade, ou qualquer outra contraindicação. O Pilates é
para todos! Ele possui
benefícios para diversas classes, como os idosos, as mulheres, os homens, as
gestantes, os atletas e até mesmo na reabilitação física.
 
 

Os exercícios praticados em uma aula de Pilates promovem o aumento de força e alongamento dos músculos do nosso
corpo, trabalhando todos os grupos musculares, até mesmo alguns que nunca
sentimos em outras modalidades, resultando então em um desenvolvimento
equilibrado sem sobrecarga desnecessária.
 Para os homens, assim como para todas as
classes citadas acima, existem benefícios específicos e que condicionam o corpo
em um nível excepcional, como a definição dos músculos do abdômen, graças ao
trabalho principalmente do core (o centro de força do corpo, caracterizada por
músculos do abdômen e pélvis específicos), com os músculos dessa região sendo
ativados e trabalhados o tempo todo. 


 

O método Pilates também causa a melhora
no rendimento esportivo, graças ao fortalecimento e definição dos músculos
gerais do corpo. Citando exemplos, temos a corrida, um esporte popular que ficou
famoso por ser prático e não necessitar de muito, porém, esportes como esse,
causam lesões no quadril, joelhos e principalmente nos tornozelos. Existem
também lesões crônicas nas articulações dos ombros, punhos, e até mesmo nos
cotovelos, que são as principais queixas de alunos que correm sem um tênis de
corrida em bom estado e com a musculatura fortalecida o suficiente. O futebol,
em geral, machuca joelhos, e dores na coluna.
 O Pilates ajuda em todos os casos de
esporte, inclusive nos dois acima, pois fortalece os músculos e reeduca o corpo
a realizar os movimentos corretos, sofrendo danos menores se comparado ao
período anterior da iniciação ao método. 

O Pilates ajudando com o estresse diário.


 

O dia a
dia de qualquer trabalhador brasileiro é, geralmente, extremamente estressante,
haja visto que o normal é ficar horas dirigindo, de pé em ônibus lotados,
caminhar quilômetros com sapatos inapropriados, entre muitas outras coisas que
a profissão de cada cidadão brasileiro envolve.
 O Pilates entra, nesse contexto,
aplicado com o trabalho da concentração e a consciência da respiração, dois
fatores que colaboram muito contra a propagação do estresse diário. O aumento
da concentração ajuda no desempenho do trabalho, e que o desfoco comum do dia a
dia vire foco e produtividade, o que já auxilia o aluno a manter sua calma e
paz diária. Já a consciência da respiração ajuda com que o corpo passe por
momentos de estresse em que o psicológico se demonstra instável, e o aluno
controle sua respiração de forma instantânea. 

O Pilates no combate as dores nas costas. 

 Outro benefício importante no Pilates dedicado aos homens é o combate as dores
e desconfortos na coluna, haja visto que muitos passam horas e horas sentados
em uma cadeira em frente ao computador. Com a prática regular do Pilates,
conseguimos uma melhora extremamente significativa no alinhamento postural, o
que colabora diretamente para que as dores e desconfortos localizados na região
da coluna sejam eliminados, ou muito neutralizados. 

O Pilates criado por um homem. 



Na época de Joseph Pilates, não existiam muitos exercícios físicos tão
inovadores e com tantos benefícios como o Pilates. O próprio criador do Pilates
tinha uma saúde muito frágil, como explicado no tópico da história do Pilates logo
abaixo, e durante a Primeira Guerra Mundial foi preso com alguns reféns por
serem alemães. As técnicas de Pilates tiveram grande influência do yoga e de
certas artes marciais, e Pilates ensinou essas técnicas aos prisioneiros
companheiros, e os equipamentos também foram criados nessa época. Pilates
atribuiu a sobrevivência de certos soldados a uma epidemia evidente de
influenza na época ao método criado por ele, mas isso não possui nenhuma
comprovação científica.
 Em 1926, Pilates foi junto de sua esposa
para Nova York, e, com sua técnica, abriu um estúdio para trabalhar com suas
duas esposas: o Pilates e Clara. A técnica fez sucesso e atraiu a atenção de
muitas pessoas, crescendo cada vez mais e mais.
 Pilates dizia que precisamos dedicar mais
tempo e principalmente atenção para a questão de como adquirir uma forma física
adequada para a nossa rotina, não devemos dedicar só para o trabalho de um grupo muscular favorito,
mas sim, devemos propiciar desenvolvimento uniforme de todo nosso corpo e
deixar nossos órgãos em condições normais para que possamos trabalhar melhor no
dia a dia e ter vitalidade suficiente e reserva á noite, para assim, aproveitar
o prazer da compensação, do equilíbrio e do descanso.

A história do Pilates.

Joseph Pilates, criador do método Pilates, teve experiências terríveis na infância, tendo doenças como asma, raquitismo e febre reumática. Por isso, ele sempre foi uma criança que se exercitava, afim de melhoras as condições do próprio corpo e não se sentir preso a ele.  Joseph sempre foi visto treinando de calção, pelo fato de possuir raquitismo e consequente deficiência em vitamina D, o que o deixou conhecido por esse estilo de roupa. Em seguida, Joseph Pilates começou a estudar de forma profunda as ciências biológicas do corpo humano, como a anatomia, a fisiologia, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), física e biologia. Ele procurava ciências que mostravam tudo sobre o funcionamento do corpo humano de forma conjunta.  Em 1912, o jovem Pilates se mudou para a Inglaterra, virou lutador de boxe em Londres e ensinou defesa pessoal para a polícia metropolitana de lá.  Preso por ser alemão na Primeira Guerra Mundial, o jovem Pilates ensinou aos prisioneiros, inclusive os doentes, técnicas do próprio método para se exercitarem enquanto estavam isolados do resto do mundo. Após ser libertado, lançou as técnicas que eram chamadas de Contrologia, referentes ao controle da mente sobre o corpo, nome que depois foi adaptado para Pilates. Em 1967, aos 83 anos, Joseph Pilates morreu por complicações em um incêndio dentro de seu estúdio, mas sua esposa continuou disseminando o método ao resto do mundo.

Endereço Omega4 Estúdio do Corpo
Rua Osório Duque Estrada, 35 - Paraíso - São Paulo
11 2386-9717 | Whatsapp 11 94048-3704
contato@omega4.com.br